Seguro Crédito

O Seguro de Crédito transfere a responsabilidade dos créditos para a Seguradora, que os verifica e orienta de acordo com a capacidade com a capacidade de endividamento dos seus compradores.

Seguro Caução

O Seguro de Caução garante o pagamento de uma indemnização em caso de incumprimento por parte do Tomador, de uma obrigação que, por lei ou por convenção entre as partes seja caucionável.

Factoring

Permite às empresa, mediante a cedência dos Créditos a Receber ou mediante Renting de Equipamentos, obter financiamento de forma a melhor a sua gestão de Tesouraria.

Informações

Informações Financeiras e Comerciais sobre os seus Clientes, Fornecedores e Concorrentes. Este tipo de informações facilita a identificação de oportunidades ou riscos para o seu negócio. 

Sobre

Gestão Integral do Risco

Num mercado cada vez mais incerto e em constantes alterações, é preciso que o papel do Seguro de Créditos – numa perspectiva de gestão integral do risco – possa constituir para as empresas, um valor acrescentado que não resulte exclusiva e essencialmente das indemnizações recebidas, mas também daquelas que podem ser evitadas no aconselhamento sobre os potenciais clientes, na gestão da toda a informação disponível e na eficácia dos serviços de cobrança.

Foi com esta visão que foi criada a empresa, dedicada à promoção e venda de produtos vocacionados para a gestão do risco comercial, com especial incidência nos Seguros de Crédito e de Caução.

Parceria

Raul Carvalho, Lda trabalha com as mais prestigiadas seguradoras do mercado, disponibilizando um leque variado de seguros nos diversos ramos, possuindo uma carteira com mais de 4.000 clientes e um volume de negócios de cerca de € 4.500.000.

Entre em Contacto

9 + 7 =

Seguro de Crédito

Vantagens

O Seguro de Crédito tem registado um significativo aumento de importância a nível Mundial como ferramenta de gestão por parte das empresas, constituindo um poderoso aliado a diferentes níveis:

Financeira
  • Minimizar o risco comercial e de
    incobrabilidade;
  • Impacto positivo na gestão de tesouraria;
  • Indemnizar em caso de incumprimento;
  • Melhorar a capacidade de negociação com entidades financeiras (pe. utilizando a figura de cessão de direitos…).
Comercial
  • Prospeção de novos mercados e clientes;
  • Acompanhar permanentemente a carteira de clientes;
  • Definir políticas de gestão e controlo de crédito.
Jurídico
  • Apoiar no desenvolvimento das diligências
    de recuperação de crédito (judiciais ou
    extra-judiciais) em todo o Mundo.

Quais os prejuízos de um incumprimento?

A necessidade de realizar vendas

…obriga o empresário a conceder aos seus clientes milhares de euros de crédito, na maior parte das vezes sem segurança. Atualmente as empresas tentam cobrir quase todos os riscos (incêndio, transportes, etc…) mas, normalmente não existem seguros que cubram o risco que se segue à entrega da mercadoria, o que significa que as cobranças ficam desprotegidas.

Rentabilidade

Previne perdas e protege a tesouraria da sua empresa, em caso de incumprimento no pagamento das vendas a crédito.

Tranquilidade

Benefícia de uma experiente equipa de analistas que lhe permite conhecer a situação financeira dos atuais e potenciais clientes.

Competitividade

A sua empresa foca-se nos reais desafios da sua atividade e expande as vendas com confiança.

Eficiência

Disponha de um serviço de recuperação em todo o mundo, com comprovados resultados na cobrança e recuperação de créditos.

Notícias

…em destaque

EUA têm novo plano para taxar as multinacionais e querem imposto mínimo global de 21%

A administração Biden já apresentou a 135 países uma proposta para taxar as grandes multinacionais com base nas receitas obtidas em cada geografia, que se aplicaria a todos os setores, e não só às tecnológicas.

Fim das moratórias “pode colocar em causa sistema financeiro” em Portugal

A Comissão Coordenadora das Comissões de Trabalhadores do Setor bancário defendeu hoje que o contributo do sistema financeiro poderá ser colocado em causa, se não for acautelado o prolongamento das moratórias até à recuperação da economia.

Cerca de 3,7 mil milhões de euros em crédito à habitação deixam de estar protegidos por moratórias no fim do mês

Menos de 9% dos particulares com empréstimos à banca têm moratórias. Uma parcela vai voltar a pagar prestações já em abril

Escalada dos juros da dívida assusta Wall Street. Selloff abala Nasdaq

As bolsas norte-americanas encerraram em baixa, pressionadas sobretudo pela nova subida das obrigações a 10 anos dos EUA, que atingiram um novo máximo de 13 meses. O movimento de selloff nas tecnológicas foi o mais visível.

A economia chinesa vai crescer 9% em 2021

A Crédito y Caución prevê um crescimento da economia chinesa de quase 9%, em 2021. Contrariando a tendência mundial, a economia chinesa cresceu 2,3%, em 2020. A recuperação acelerou nos últimos meses do ano, apoiada no forte incremento das exportações de bens durante o quarto trimestre. Contudo, a médio prazo, é esperado um abrandar do crescimento.

Só um acordo com o FMI resolve a dívida em Moçambique

O analista da seguradora de crédito Coface que segue a economia de Moçambique disse hoje à Lusa que um acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI) será fundamental para resolver o problema da sustentabilidade da dívida daquele país.

Empresas recorreram às linhas de crédito por prevenção e têm dinheiro parado nos bancos

Fluxo de fundos financeiros revela que as empresas “financiaram” os bancos no último ano e não o contrário, sinalizando que o dinheiro das linhas de crédito está parqueado em contas bancárias.

O risco de incumprimento nos Estados Unidos

Os setores siderúrgico, automóvel e transporte, bens de consumo duradouro, metalúrgico, papel e têxtil apresentam um risco de incumprimento elevado.

O risco de incumprimento no Brasil

Os setores automóvel, construção, bens de consumo duradouro, eletrónica e TIC, maquinaria, metalurgia, papel, serviços e têxtil apresentam um alto risco de incumprimento.

Sector têxtil e de vestuário na Zona Euro regista quebra de faturação de 19%

O volume de negócios da indústria têxtil e de vestuário na Zona Euro deverá registar uma quebra de -19% em 2020.

error: Conteúdo protegido!