A Ásia prepara-se para uma tempestade de insolvências após o COVID-19

O Barómetro de Práticas de Pagamento destaca a importância da gestão de risco para as empresas asiáticas, que ajustam os seus processos numa tentativa para minimizar os riscos das dívidas incobráveis perante a recessão mundial.

Seguro de Créditos - A Ásia prepara-se para uma tempestade de insolvências após o COVID-19

As medidas adotadas em todo o mundo para conter o COVID-19 tiveram um impacto nas cadeias de fornecimento e no comércio, tanto nacional como internacional. Os resultados do Barómetro de Práticas de Pagamento 2020 para a região da Ásia-Pacífico sugerem que os atrasos nos pagamentos estão a ser financiados, em grande medida, pelos fornecedores, já que se observa um aumento do uso do crédito comercial na maioria dos países da região, juntamente com uma maior demora nos pagamentos. Face aos resultados de 2019, quatro dos países analisados registam um aumento médio de 14% nas vendas a crédito a par de um crescimento de 56% nas faturas não pagas até à data de vencimento. Em dois países, as vendas a crédito diminuíram, mas as faturas que entraram em morosidade aumentaram 49%. A diminuição do uso do crédito na Índia poderia ser, inclusive, uma consequência do significativo aumento das faturas em atraso.

Com a economia mundial imersa na recessão, os riscos de incumprimento estão a aumentar. Prevemos que as dívidas incobráveis e as insolvências aumentem até 2021. Os fornecedores precisam de gerir a redução da procura e as tensões financeiras. Minimizar estes obstáculos com avaliações exaustivas de risco de crédito e assegurar uma adequada sustentabilidade financeira será essencial para a sobrevivência de muitos negócios“, declara o Chief Market Officer da Atradius, Andreas Tesch.

Embora o Barómetro de Práticas de Pagamento divulgado pela Crédito y Caución espelhe um foco no crédito comercial com diferenças acentuadas entre os países, também revela um compromisso constante na região com o controlo do crédito. Sem exceção, as empresas de todos os países asiáticos dedicam recursos aos processos de gestão de crédito e muitas tratam de os aumentar de modo a minimizarem o risco.

Apesar das perspetivas sombrias, a maioria das empresas na Ásia expressa o seu otimismo face à disponibilidade dos apoios públicos ou do financiamento bancário para ajudar os seus sectores e economias. Embora isto possa ser garantido, até certo ponto, os resultados do Barómetro de Práticas de Pagamento divulgado pela Crédito y Caución indicam que muitos compradores dependem do crédito comercial dos seus fornecedores para financiar as suas operações e estão a ampliá-lo ainda mais ao atrasarem o pagamento de faturas. 

O Barómetro de Práticas de Pagamento foi realizado na China, em Hong Kong, na Índia, Indonésia, Singapura, Taiwan e, pela primeira vez, nos Emirados Árabes Unidos. O trabalho de campo realizou-se em março de 2020, uma etapa relativamente inicial da pandemia de COVID-19 e da crise económica subsequente. Representa um retrato importante da confiança empresarial no primeiro trimestre de 2020 e proporciona informação valiosa sobre as práticas de pagamento nesta região económica chave durante os primeiros dias de uma crise em desenvolvimento.

Fonte: CYC

error: Conteúdo protegido!
0
Contamos com a sua opinião! :)x
()
x
Share This